Confiabilidade teste-reteste da avaliação da carga de uma repetição máxima (1RM)

  • 27-01-2024

Grgic, Jozo, et al. "Test–retest reliability of the one-repetition maximum (1RM) strength assessment: a systematic review."?Sports Medicine-Open?6.1 (2020): 1-16. 

Confiabilidade teste-reteste, representa a consistência dos resultados ao longo de medidas repetidas. No tocante a avaliação da força muscular, pode ser influenciada pela variação biológica e da execução técnica dos exercícios.  

Baixa reprodutibilidade pode reduzir o poder estatístico aumentar a probabilidade de erro do tipo II. Na ciência do esporte exercício, a confiabilidade é geralmente reportada pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC) e o coeficiente de variação (CV). 

A revisão sistemática objetivou analisar a confiabilidade teste-reteste da avaliação da carga de 1RM. 32 estudos foram analisados, sendo que apresentaram qualidade metodológica de moderada a excelente. 

Os principais resultados foram: 

  • Os ICCs variaram de 0.64 a 0.99 (mediana ICC = 0.97) e o CV variou de 0.5 a 12.1% (mediana CV = 4.2%). 
  • Os ICCs apresentaram-se geralmente altos (? 0.90) e a maioria dos CVs foram baixos (< 10%)  
Os autores concluíram que o teste 1RM possui boa a excelente confiabilidade teste-reteste. Tal resultado parece ser independente da experiência com o treino de força, número de sessões de familiarização, seleção dos exercícios, parte do corpo a ser avaliada, sexo e idade dos participantes. 

Além da excelente confiabilidade teste-reteste, a avaliação possui algumas vantagens sobre as demais realizadas nos laboratórios de pesquisa: 

  • São avaliadas ações dinâmicas (que são mais comumente usadas na prática do treinamento de força, esportes e atividades da vida cotidiana) 
  • Permite o acesso de exercícios multiarticulares; 
  • Não requer equipamentos de alto custo; 
  • Pode ser empregado nos mesmos exercícios usados nas sessões de treino. 
Apesar disso, existem algumas limitações  
  • O tempo destinado a avaliação; 
  • Apesar de não reportado na literatura, o possível risco de lesões, que pode estar presente tanto em indivíduos treinados, como não treinados em força. 

O método direto, não é o único a ser empregado para avaliação da carga de 1RM. Considerando minimizar os aspectos limitantes, alguns trabalhos apresentam formas indiretas de avaliação. Dentre elas, as equações de predição da carga e a análise das relações força-velocidade e carga-velocidade. 

Escolha seu método e avalie esse importante aspecto funcional do sistema neuromuscular. 

Abraços! 

Quer saber mais sobre esse assunto? Assine a Fitres, nossa plataforma de aulas on-line. 

Acesse pela Hotmart através do link abaixo

Autor :